Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

PACIÊNCIA É UMA CONCHA PRECIOSA!!..

PACIÊNCIA....Porque as conchas não nascem só porque queremos...

 

Foto retirada do Blog do Rolando "Entrefotos"

 

Quantos de nós já sentiram vontade de se fechar numa "concha" para não mais sentir emoções desnecessárias à nossa condição de humanos?
Tantas vezes isso já me aconteceu, mas por inúmeras vezes, a concha que "crio" à minha volta é facilmente
quebrada pela minha maneira de viver a vida: CarpeDiem e por ser muito extrovertida.
Sendo que me considero forte o suficiente para lutar contra certas emoções, certo é que muitas vezes são elas que nos "dominam" sem que o percebamos.
O que fazer quando isso acontece? Sinceramente não sei, porque simplesmente deixo "andar" para ver qual o resultado que delas provêm...e só depois então penso na sua solução.
Sei que, como humanos frágeis e sensíveis que somos, todos nós temos a nossa concha e embora umas sejam mais fortes e vistosas, outras há que são mais pequenas e escondidas...mas também há aquelas que estão escondidas mas são fortes o suficiente para que só com muita luta as consigamos quebrar.
Já vi conchas de todas as maneiras e feitios e talvez pela pessoa que sou, fui capaz de um modo ou de outro entrar facilmente numas, dificilmente noutras, mas acabei sempre por conhecer minimamente o interior de cada um o qual senti que tinha de conhecer.
Pareçe que nem sempre faz muito sentido o que escrevo, ou que não me expresso da melhor forma, mas pensem nas pessoas que voçês conhecem e que gostavam de conhecer melhor, no entanto existe algo  nessa pessoa que não vos deixa avançar para esse conhecimento...é de certeza uma "concha".
Para conhecerem alguém que tenha uma das conchas acima descritas, só vejo uma hipótese, ou seja, a melhor opção, um pequeno concelho : Sejam sinceros com a pessoa, mostrem os vossos desejos e sentimentos, e tenham paciência...muita, ...sim porque algures numa altura da nossa vida, fomos "obrigados" a construi-la para sobrevivermos.... e nada acontece por acaso.

 

 

Beijinhos

Iz@

 

sinto-me: uma concha aberta
germinado por libel às 12:21
link do post | Semeia | favorito
|
10 comentários:
De entremares a 4 de Dezembro de 2009 às 15:48
Ah, Libel...

Conchas, sim... carapaças, duras, protectoras, defensivas. E sabes o que por vezes acontece, quando te desnudas da tua própria concha, para conhecer de igual para igual a outra pessoa?

Sim, é isso mesmo.
Magoas-te.

Beijos
Rolando
De libel a 6 de Dezembro de 2009 às 21:49
Uma ova..., quando te desnudas estás apenas a dar uma oportunidade a ti próprio, estás a criar coragem para ser feliz, para mostrar os teus sentimentos, para te entregares a 100% ..., agora se te magoas é porque continuas inseguro, não te estimas, não te valorizas, não te sentes especial, único e amado, o troco é chamar-lhe mágoa, mas a verdade é exigência, exiges mais do que se pode ter....queres o limite, o extremo, o patamar mais alto...e isso sufoca Rolando, adiantas a evolução, ultrapassas todos os pequenos prazeres da vida e tira-lhes o sabor essencial.

Meio termo amigo, ele também existe e olha...é um prato quente e recheado, podes ter a certeza.

Beijokas
De Genny a 4 de Dezembro de 2009 às 16:10
Acontece de tudo, não é Libel? Protegem, dão calor, dão frio e também quebram....e sim é necessário muita paciência se realmente queremos saber o que está debaixo delas.
Tudinho de bom!

De libel a 6 de Dezembro de 2009 às 21:59
Gennyyyyy....como tu sabes isso tudo amiga???...Com poucas palavras disseste tudo e tão acertado. As conchas tudo isso, protectoras, amigas calorosas, ás vezes frias, pois também é preciso uma certa frieza para encarar certas situações, e depois em certas alturas quebram...lá está, o cerne da questão, tem que se quebrar um pouco para dar novas oportunidades à vida não é mesmo?..E a paciência é fundamental...senão corríamos o risco de culpar os búzios do mar por não darmos ouvidos aos seus ecos....ahahahaha...

Beijokas linda...
De Cris a 4 de Dezembro de 2009 às 20:54
Eu diria que além de paciência é necessária muita sensibilidade... Se a concha existe (e existe na maioria de nós seres humanos!) tem uma razão, sempre válida, para existir...

Beijinhos
De libel a 6 de Dezembro de 2009 às 21:18
Nem mais, pura sabedoria minha amiga. A tua serenidade a todo o vapor....ahhahhaha...., agora conhecendo os vossos adjectivos todos....é tiro e queda nas apreciações....lol...

Beijokas Cris...és uma flor tão perfumada que o meu cantinho fica até meio atordoado...

De Existe um Olhar a 4 de Dezembro de 2009 às 21:35
Ah Libel
E quando essas conchas se escondem na profundeza do oceano?
Quando sentimos que as devemos trazer ao de cima e nos falta a coragem?
Quando a abrimos devagarinho, espreitamos e voltamos a fechar?
Quando nos deixamos levar por outras conchas também fechadas para que não nos sintamos tão sós?
E enquanto nos escondemos, a vida passa-nos ao lado, não arriscamos e deixamo-nos morrer lentamente.
Um dia, talvez uma onda mais forte, nos empurre contra as rochas e aí com muita dor e sofrimento tentaremos recomeçar e sentirmos que estamos vivas.
Atira a tua concha fora, arrisca, ousa e lembra-te que mereces ser feliz e o que tiver de ser para ti será.
Beijos
Manu
De libel a 6 de Dezembro de 2009 às 21:28
Manu minha querida, a minha concha está sempre meio aberta meio fechada, em prol das eventualidades, temos que ser tolerantes amiga e por isso faço questão de aproveitar as oportunidades, sem criar muitas expectativas, mas sempre com esperança de encontrar o melhor caminho e principalmente tento agir com o coração e não com a razão, díficil concordo...mas tão necessário para ser feliz...xiça penico, sou mesmo teimosa, e quando acredito numa cena....saiam da frente, porque todos vão aplaudir.......ahhahahahaaahh.....

Beijokas
De Regina d'Ávila a 6 de Dezembro de 2009 às 15:24
Sim amiga,
Sou uma concha fechada.
Por tudo que já vivi, por muito que já sofri...e que hoje vivo.
Gostaria de ser como muitas pessoas que escrevem sobre seus sentimentos, que deixam a ferida respirar, para melhor curar. Eu me fecho em concha. Não fui educada a mostrar sentimento, diziam-me que era fraqueza. E sigo só, sem conseguir dizer à dor que sinto.
Quando um dia me descrevestes como uma “perola encantada”, fiquei mais encantada do que possas imaginar. Pois, sem perceber, você viu minha alma. E é difícil as pessoas me conhecerem, mais por culpa minha mesmo, por ser tão fechada. E, amiga, quando, às vezes me abro, sofro mais ainda e então essa concha é lacrada, e a cada dia que passa torna-se difícil uma nova fresta.
Desculpa-me por estar tão cinza, em um dia tão lindo...mas suas palavras e seu jeito me dão confiança...amizade...abrigo.
Um lindo domingo para você,

Com todo meu carinho,
Regina.
De libel a 6 de Dezembro de 2009 às 21:10
Regina, minha pérola encantada, sabes exactamente o significado das conchas fechadas??..é sinal que o organismo está vivo, que o coração bombeia e que se ressente com duras realidades, de contrário ela morre, pois não aguenta viver sem sentir, sem apreciar, sem provar, sem olhar nos olhos, sem tocar, sem objectivo, sem vontade, sem amor ..entendes??..
Por isso é que eu digo, paciência, tem que existir um esforço grande para entender a concha fechada, tem que ajudar e respeitar o seu espaço, tem que acompanhar, insistir, tem que falar, tem que apreciar e amar essa concha fechada, porque ela não está se escondendo , está apenas se protegendo e calando tudo aquilo que está sentindo, são formas de estar na vida, são maneiras de ser, que todos temos que entender e respeitar, por isso eu volto a dizer, muita paciência, pois é uma arte que só nos dá previlégio e muita riqueza de sentimentos.

Agora uma coisa é fechar por feitio ou maneira de ser, sendo que em qualquer momento vai abrir e corresponder. Outra é fechar e não deixar ninguém entrar, por insegurança ou falta de confiança em si próprio. Tem vários tipos de concha, sendo que eu acho que ninguém deve esconder seus sentimentos, nem deixar de ser quem é, por medo ou receio de se machucar de novo. A vida é mesmo assim, um pau de dois bicos, e se vai fechar para sempre nunca vai ter possibilidade de provar o seu recheio entendeu??

Para isso nasceu o meio termo amiga, esse espectacular e singelo artigo bem defenido que nos proporciona o equilibrio necessário para que se dê a harmonia e a paz de espírito.

Amiga tu és azul, azul, azul....mas deixa o amarelinho entrar também , pois ele só quer aquecer o teu coração.....Beijokas

Felicidades...

Comentar post

*O meu olhar é nítido como um girassol, sinto-me nascida a qualquer momento, talvez por ser distraída demais, mas é bom sentir que cada vez parece sempre a primeira. Aqui todos os dias vão ser assim: UMA AGRADÁVEL SURPRESA!!

*pesquisar

 

*Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

*Plantações recentes

* Ri-te pa, ficas mais boni...

* receita da alegria

* "Cumplicidades" lingerie ...

* #Dia da Mulher#lingerie r...

* Cúcú...BOM ANO por aqui

* É sexta-feira. Yeehhh!!!

* É giro quando...

* Que tal, para o nosso jan...

* Prometo perder...

* Sem título que é melhor.....

* Encontros perfeitos...

* Amizade é fazer o bem...

* Momento da verdade V

* Encontros, amigos e alhei...

* Quem adivinha?

* E... se não houver amanhã...

* FELIZ DIA DA MULHER!

* Um dia vou escrever um li...

* Se a vida te der limões.....

* In love...in love ...in l...

*últimas colheitas

Oh pah. não vi. Já não vou a esse mail faz tempoma...
Como se fosse possível estares assim "acabada" com...
Pronto, estás contratada!!! Eu preciso de ti quare...
Galhofa! O meu nome do meio é Galhofa :PJá tinha s...
Ahahahah...és muito douda. Por enquanto rir só faz...

*Os amigos azuis!!

 

 Azul.. azul..azul..

Uma das mais belas cores do mundo.
Pode representar o céu, uma flor,

um fruto, o mar, um sorriso,

uma emoção, um sentimento...
Cheio de beleza e clareza!
Uma cor que nos faz sentir seguras,

a cor da imaginação.
Uma cor suave...

que nos tranquiliza ..

Azul..azul..azul...

É a cor da Amizade!!..

 

*Outras plantações

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Janeiro 2017

* Julho 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Março 2016

* Fevereiro 2016

* Janeiro 2016

* Dezembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Abril 2015

* Janeiro 2015

* Junho 2014

* Maio 2014

* Abril 2014

* Março 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Dezembro 2012

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Junho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

*links

*Obrigado Sindarin

*É aqui neste...

Cantinho virtual
que escrevo os meus pensamentos.
É onde gravo o que sinto
o que me inspira, vejo e sonho.
É onde todos vocês podem escrever
comunicar, informar, apresentar,

partilhar, sorrir e brincar. 
E tu também tens o teu cantinho?
Aquele onde as palavras se soltam

como notas de música...no ar.

Onde os sabores são néctares

e se misturam em páginas virtuais.
Eu tenho.
É aqui mesmo.
Entra e descobre tudo o que tem
num simples..."CLIC"..

 

*Voltem sempre!

Remédio santo...

 

Adrenalina ao rubro...

 

Equilibrio perfeito...

 

      = Família feliz

*Posts mais germinados

*tags

* todas as tags

*Obrigado Daisy e Tiger

*Eu participo


Amigos de longe que

gostava de conhecer

Lis-Brasil

A minha fotografia

Julieta-Brasil

Wânia-Brasil

A minha fotografia

Amigos que já conheço

Paulo-Lisboa

Manu-Óbidos

Mafalda-Lisboa

Lovenox-Coimbra