Segunda-feira, 12 de Abril de 2010

QUERES CASAR COMIGO??..

Eu sei que estes manifestos românticos cada vez vão sendo mais raros, mas ainda assim acredito que num bolo inteiro, uma ínfima fatia ainda aposte na criatividade para que o final desejado seja surpreendente...É O AMOR...., aqui sente-se o poder deste sentimento partilhado com meio mundo, mas mais importante, é ver a emoção de quem o recebe, gravar aquele sorriso , corresponder ao olhar ternurento, reter com beijos as lágrimas e ouvir as palavras sufocadas pela surpresa: AMO-TE.....(aiiiiii...eu acho que derretia..) .....pronto ok....e  os dois foram felizes para sempre!!..

 

Foto de Gonçalo Lavareda

E tu...alguma vez foste surpreendida(o) desta forma....

ou fizeste algo idêntico?...

 Ainda sonhas com um pedido destes?..Gostavas de provar esta sensação?

 

Queres partilhar como foi contigo...

esse pedido saíu a ferros, ou teve o seu momento mágico?

Independente do rumo que levou, ou dos momentos menos bons, ou até do seu termo, não é esse o objectivo desse post, situando apenas o momento do pedido, que acredito com todos mexe, é sempre especial e a lembrança é saudável, bonita e única. São momentos registados,  que na altura ou ainda hoje, os vivemos ou recordamos com alegria!!...

 Uma pequena ajuda, vê se te encaixas em alguma destas situações ??.....

 

 

a) Foste surpreendida, num jantar de aniversário aconteceu, tirou o anel do bolso do casaco e fez o pedido. Tudo muito discreto e sem grande alvoroço. Ninguém percebeu. A comida estava óptima...LOL...e ..claro ..aceitaste!...

 

b) Já esperavas, foi normal, nada de excêntrico,  namoro de 7 anos,  o casamento era o passo seguinte, ..seguiram-se os tramites normais, não houve pedido, estava idealizado faz muito tempo!!....

 

c) Uma paixão avassaladora tomou conta dos dois e após 6 meses de namoro juntaram os trapinhos, o casamento aconteceu  anos depois, apenas para formalizar a união na presença dos filhos e familiares.

 

d) Estava um dia lindo de Primavera, os dois eram jovens e fogosos, a chama falou mais alto e deu-se o inevitável, a cegonha deu o primeiro passo, seguiram-se os preparativos, chegou o grande dia, não foste de branco, mas estavas linda!!

 

e) Depois da tempestade vem a bonança, namoro atribulado pelos ciúmes, a saudade e o amor falou mais alto e a reconciliação pediu um passo mais sério, não resististe ao ramo de orquideas com o pequeno cartão: Casas comigo??

 

f) Não tens que esperar mais, ele não dá o primeiro passo, avanças tu, preparas um jantar romântico à luz das velas, vestes uma roupa sensual, borrifas aquele perfume que ele adora, envias o convite pelo correio: Queres jantar comigo??...Ficou tão surpreso e apaixonado que no dia seguinte estava de aliança no dedo.

 

g) Tinhas a certeza que era o homem da tua vida, sonhavas com ele todas as noites, não se despegavam um do outro desde tenra idade, conhecias todos os seus gestos, expressões, no entanto a amizade falava mais alto, nenhum dos dois se atrevia a algo mais forte, um dia .... porém, o beijo aconteceu e os dois ficaram confusos, aturdidos com o tumulto de emoções que sentiram, foi mágico e o pedido surgiu em sintonia, cheio de cumplicidade.

 

h) Os dois eram completamente loucos, nada tinha hora nem dia marcado, tudo acontecia sem previsão, gostavam da adrenalina do desconhecido, quando o perigo espreitou, sentiram o medo da perda, fizeram um pacto, viver juntos para sempre, o pedido rompeu pelos céus, as letras formavam-se como nuvens, e a frase estendeu-se aos olhos de todos: Amo-te doida, podiamos ...talvez casar??..

 

i) Conheceram-se numa festa de amigos, o click deu-se, o Oceano marcava a distância que os separava, as saudades eram doentias, fortificavam o desejo de estarem juntos, as cartas eram a única esperança, as férias de verão o alento tão ansiosamente esperado,  foi naquela estação quente, em pleno Agosto, o gelado refrescava as suas bocas e o pedido saíu com sabor a morango e chocolate, numa troca de afagos e beijos saudosos: Queres experimentar caramelo??.. Porque não baunilha??

 

j) Vivias no seio de uma família conservadora, onde as regras e os príncipios eram aplicados fervorosamente, então após teres obtido autorização para namorar, o pedido de casamento não fujiu à regra, na presença dos pais e com a benção dos mesmos o momento não foi hilariante, no entanto o nervosismo misturado com a ansiedade, deu origem a um suspiro de alívio que os levou numa risada cúmplice ao momento mágico.

 

K) Num momento tresloucado, encostaste-o à parede, começaste a despi-lo, os beijos eram doces, quentes, envolventes..., a paixão estava acesa, o momento perfeito, ....ele avançou perdidamente embriagado de desejo, tu hesitaste, ele abraçou-te, tu recuaste, ele beijou-te fogosamente , tu ....falaste: Querido só depois do casamento......Ele: Hãããã.......tás doida, agora não consigo parar....Ela: pois, mas tens que parar,  sem casamento não posso avançar...Ele:...Ok...Ok....não seja por isso, CASAS COMIGO??...E foi assim......LOL...

  

Bom, podia ficar aqui a tarde inteira e  listar o abecedário todo, depois esgotava todas as possibilidades e voçês ficavam sem assunto, cada um à sua maneira viveu este momento, uns mais criativos que outros, que importa, a magia fica por tua conta aqui neste pequeno espaço de partilha!!..

 

Não gostavas de partilhar este momento especial com meio mundo??...

 

Que tal...soltares a tua imaginação e surpreenderes-te a ti própria com um relato divertido, mesmo que não tenha acontecido, ou não queiras partilhar o "teu" momento,  imagina e soma a essa lista um que te faria viajar na maionese...SONHAR FAZ BEM À SAÚDE E À ALMA....surpreende-te!!...

 

 

Divirtam-se e Boa semana

iZ@

 

 

germinado por libel às 10:34
link do post | Semeia | favorito
|
18 comentários:
De luadoceu a 12 de Abril de 2010 às 12:44
Ola Libelinha...eheheheh

Bem, é assim, não sei contar historias...nao tenho imaginação e criatividade, pelo menos e como me vejo,ate possot er aos olhos dos outros, en~toa ainda bem

Mas vou contar um facto real....Não envolveu palavra amor...mas...poderei contar?

Primeiro emprego (não trabalho!)que tive, quase no final do contracto

Estava interessada num dono de café, com meu feitio de insegurança, pensei que mesmo que ele olhasse para mim, não seria para mim, mas mais para a minha colega ( mesmo casada e extrovertida) e duvidei de mim....

Até que um dia...(ia sempre muito aquele café,com minha amiga/colega de trabalho), ele convidou me, não foi para tomar café, foi para sairmos juntos, num encontro e para jantar fora, vê lá tu minha admiração, espanto, alegria e misto de arrepio na espinha...arrepiei me mesmo com o convite e com o jantar , que correu muito bem, alem, de um namorico curto, porque foi quase no fim do meu contracto de trabalho....e gostei muito

Foi um homem mais velho, divorciado e pai...vê lá tu que descarada era eu...envolver me com uma pessoa muito mais velha e pai....

Nao disse amo te..ja houve quem o disse: meu primeiro e meu ultimo namorado (acual) pai da bebe e é uma sensação maravilhosa e tanto um como o outro, os amei e amo e sabe tão bem

Um bjo amiga...fui a primeira corajosa....e se calhar uma descarada...ehehhehe
De libel a 14 de Abril de 2010 às 20:41
Olá Lua,

De facto foste corajosa, pois como sabes neste mundo virtual , apesar de sentirmos um à vontade "relativo" para partilhar histórias da nossa vida, preferimos apenas ler e manter uma certa distância de assuntos que possam revelar algo mais pessoal. As razões cada um as tem e não vamos especular, pois cada um sabe de si.
Mas..agradeço o teu comentário, que nada tem de descarado, pelo contrário, revela apenas uma história bonita que apesar da sua curta duração, teve impacto na tua vida e concerteza contribuiu para que te sentisses mais segura em relação à tua pessoa e menos duvidosa quanto aos teus encantos.
Acredito que são experiências que nos enriquecem, não tiram pedaço, apenas somam valores à nossa existência, a gente se descobre, se conhece, se revela e se apega, aumentamos a nossa estima e aprendemos a apreciar o nosso interior. O Amor não escolhe idades, ele simplesmente acontece, se fôr recíproco, intenso e saudável só tens a ganhar.

Desejo-te muitas felicidades amiga, junto de quem amas e da tua filhota querida que é o resultado desse grande amor que te faz sorrir!!...

Beijokas miúda corajosa...e gira...

De luadoceu a 15 de Abril de 2010 às 13:07
Repara Libel, eu não tenho muito a vontade para partilhar toda a minha vida pessoal, sinceramente acho que não devo, não por deixar de confiar na pessoa do outro lado, mas porque acho que não devo e já tenho muito ano de internet,sei o bom e mau que acarreta,percebes?
Mas foi uma situação boa na minha vida, sem culpas, foi reciproco, nem fui eu que avancei e mesmo se fosse....e foi de arripiar e esse arrepio, que o sente é tão bom....))
E neste momento, sim, estou realizada sentimental e pessoalmente, so falta o profissional, que espero ser breve e espero que fique por aqui nos amores vivios que este seja ate ao fim da vida...não pela minha menina, mas por mim, claro que pelas duas, ela terá sempre pai, nisso não duvido e ate avó paterna, mas é meu desejo
Obrigada por me compreenderes libel, partilho da tua opinião no resguardo de nós neste mundo virtual
Mas foi verdade.
De Existe um Olhar a 12 de Abril de 2010 às 19:26
Ai miúda pensei que esgotavas o abecedário todo, mas tu tiveste o cuidado de deixar algumas letrinhas...o que para ti deve ter sido difícil, com a tua imaginação conseguias servir-te de todas e se fosse preciso ias buscar mais uns caracteres chineses...eheheheh
Então eu continuo:
L- Passeavam os dois de mão dada num final de tarde é beira mar. No horizonte o Sol preparava a sua despedida. A praia estava deserta, as ondas desfaziam-se preguiçosamente no areal. Pés descalços iam chapinhando e atirando pedrinhas que faziam ricochete e efeitos circulares na água.
Os dois não precisavam de muitas palavras, não que se tivessem esgotado o amor que os unia há alguns meses, depois do dia em que os olhos deles se cruzaram, numa festa de amigos. Sentiram um aperto no estômago, uma sensação inexplicável no peito...sentiram naquele momento que algo muito forte os ligava.
Sentaram-se os dois, deixaram que a água beijasse os seus pés e ele carinhosamente colocou-lhe o braço por cima, ela recostou a cabeça no seu ombro e ali se quedaram por muito tempo.
-Sabes..tenho uma coisa para te pedir- disse ele
-O que é? Diz, sabes que te darei tudo
-Tudo, tudo? Sério?
-Claro, vá diz lá, já estou a ficar curiosa.
- Gostava que nunca mais te separasses de mim, custam-me tanto as despedidas...
- O que estás a querer dizer-me? É um pedido de casamento?
-Casamento? Precisamos dessa palavra para unirmos o que o que nunca pode ser separado?
-Não, não, já tínhamos falado sobre isso e ambos pensamos da mesma forma, mas não estou a ver como podemos selar o nosso amor, por enquanto não temos condições para o fazer.
-Ah, mas não precisamos, temos bem pertinho de nós o mar, o céu, o Sol, mais tarde a lua e as estrelas, podíamos casar aqui e agora.
-Ohhh tu consegues sempre surpreender-me!!!
- Aceitas-me como o homem da tua vida? Estás disposta a partilhar os momentos de felicidade, alegria, ou mesmo aqueles menos bons? Perdoas todas as minhas falhas?
-Oh querido..simmmmmmm...e tu aceitas-me como a mulher que vive para ti desde o dia em que nos conhecemos?

Emocionados trocaram um beijo apaixonado.
O céu encheu-se de estrelas, uma mais reluzente que as outras, disse para as suas irmãs, que doravante, teria mais uma missão...iluminar o coração e manter vivo o amor daqueles jovens.

Libel, amiga...é tudo imaginação, não sei se alguma vez aconteceu ou irá acontecer,mas que importa?!
De mim já me esqueci.

Muitos beijinhos
Manu
De libel a 14 de Abril de 2010 às 21:27
Ahahahaha...Manu, acertaste na bola, sabes às tantas já olhava as letrinhas e pensava comigo, bolas...tenho que parar senão o que vão dizer depois, que esgotei todas as hipóteses, nem mais amiga, tive que dar um "BASTA " e cortar por ali, pois a imaginação já voava por caminhos mais indiscretos...LOLLLL...as cenas começavam a povoar a minha mente diabólica e extrovertida, o envolvimento já era pessoal e se continuasse ainda me dava um xilique....ehehhehe...

Ainda bem que pegaste na letra "L" e lhe deste um toque tão bonito e romântico, acredito que quando existe amor, as palavras por vezes só atrapalham, apesar de saber bem ouvir, mas o olhar fala por si, os gestos, o carinho, as atitudes, as carícias, o aperto, a ansiedade, as saudades, o querer estar junto, ...enfim... o envolvimento, a emoção do momento é o pedido perfeito, e o coração sente essas coisas!!..

Gostei muito da tua história, tenho a certeza que apesar de imaginária, apostarias nela e mergulhavas de cabeça, pois tem os condimentos necessários para resultar num enlace feliz, com fortes laços e papel transparente!!...
Esta letra foi agarrada com muito romantismo, fico feliz por perceber que ainda existe ou pelo menos ainda mexe em alguns corações, pois sem ele o Amor não sobrevive, e tu deixaste isso bem transparente na tua história.

Beijokas amiga...
Uma noite feliz...

De Genny a 13 de Abril de 2010 às 09:18
Olá linda!
Ai essa cabeça que não para!
O mais parecido com o meu, apesar do namoro nao ser tão longo, é o descrito na letra b. O meu marido não é dado a surpresas romélicas....oooooo...!
Tem um dia lindo
Bj gandão
De libel a 14 de Abril de 2010 às 22:12
Genny..Genny...espera não fiques triste, eu também não tenho muitas histórias encantadas para contar, isto é tudo fogo de artíficio, mas ainda assim, gosto de falar nelas e sonhar com tudo aquilo que gostaria que me acontecesse, quem sabe um dia não sou surpreendida, pensamento positivo amiga!!..

-Olha ...o que é aquilo??...não pode ser, estarei a sonhar??...TOCA-ME GENNY, BELISCA-ME, olha para mim mulher, diz-me que sou eu, a Libel Maria, que estou aqui nesta praia contigo e que aquilo lá em baixo é real...

-Eh..lá mulher...mas afinal do que estás a falar, sim és tu , para mal dos meus pecados, podia ser o meu príncipe encantado, mas esse deve andar perdido na floresta, saíste-me hoje na rifa, eu nem costumo ter sorte, mas...sim estamos aqui na nossa praia preferida e não sei do que estás a falar, respondi a tudo??....ou queres que faça um desenho??...Hello, estou a falar contigo, ...ouviste o que disse??...

-Genny...não estás a perceber, isto é algo que não estava à espera, é surreal, é surpreendente, é AMOR Genny...AMOR, como é que não percebi, porque sou tão cega, tão básica...bolas!!...eu sei, não digas nada, aquela troca de olhares, aqueles sorrisos todos, o facto de vir todos os dias a esta praia, de tentar uma aproximação, como da última vez lembras-te?..o jogo de raquetes, a bolinha veio parar mesmo aos meus pés, eu não percebi, mas agora as coisas estão mais claras...CLARO!!..era a deixa perfeita para meter conversa, e.. eu...
ohhhh...que estupida, apenas devolvi a bola com aquele sorriso idiota, que marmota!!...e agora isto...ai mulher acho que me vai dar um treco...

-ISTO O QUÊ??.....espera lá...ainda não apanhei a pontinha do novelo, já percebi que estás a falar daquele índividuo que fica sempre atrás de nós e que vem sempre acompanhado de outro, inclusive passam as tardes aos segredinhos um com o outro que até dá...Grrrrr...vontade de os esganar de tão perfeitinhos que são..mas nós até já chegamos a pensar que fossem....

-Tás parva Genny...isso foi apenas uma ideia que nos passou pela cabeça, mas depois disto, não restam dúvidas, ele é muito homem e decidido vistes??..que gesto tão bonito, que ternurinha e que atrevidote..ahahhha... não era preciso ir tão longe, CASAR...que giro, eu acho que é uma forma de me pedir namoro, não achas??...só não percebo porque escreveu em inglês, deve ser para despistar, para ser mais internacional, sei lá...tem outro charme, olha eu estou rendida, acho que vou aceitar....

-ACEITAR ..(.???.)..desculpa lá, mas qual é a parte que não estou a perceber, ele pediu-te em namoro, quando, ..eu não ouvi nada e olha que lavei bem as orelhas hoje de manhã...
-Hummpft...Então tu ainda não viste pá, estou aqui bla ..bla..bla..faz horas e tu estás cega ou quê??..
...não vês o que ele escreveu na areia, ali em letras bem grandes, as orelhas lavaste, mas os olhinhos ficaram em lista de espera não??...

-WHAT??????......tu não me digas que esta conversa toda, esta excitação absurda, este entusiasmo desmedido é por causa DAQUILO??.. deixa ver se percebi..."YILL YOU MARRY ME??"...espera, deixa-me voltar a ter 4 anos, ..OK...tenho 4 anos e sou uma criança inocente, LIBEL MARIA tu achaste que aquilo era para ti??.responde como se tivesses 90 anos pleaseeeee....senão sou capaz de fazer uma birra daquelas que até os marcianos vão ouvir....

-Pronto, tinha que ser, a inveja é lixada pá, uma pessoa não pode partilhar certas coisas contigo, ficas tal e qual as minhas unhas dos pés, roídinha de inveja, ..mas olha eu tenho aqui o verniz protector e não tarda...besunto-te a língua , para ver se aprendes a acreditar um pouquinho mais em mim e no meu encanto..SIM ENCANTO, SÓ TU NÃO VÊS...e olha....para tua informação..vou.....

(Intrusa): Boa tarde meninas, também estão a apreciar o AMOR aqui de cima??..Aiii...como é lindo visto daqui, estou tão emocionada, o meu namorado não existe mesmo, é único e tão criativo, fez-me esta surpresa maravilhosa, estou tão apaixonadaaaaaaaaaaaa ....

Libel: Quem é esta parva??...tu conheces Genny??
Genny: Eu não..mas ainda bem que veio...
Libel: Porquê....achas que...
Genny: ACHO QUE SE ACABOU O ENCANTO...
Libel: ..engraçadinha...
Genny: ...ahahaha....que marmota!!..

Beijokas amiga ....
És linda...
De mafalda-momentos a 14 de Abril de 2010 às 18:41
Sua marota!!! Agora é que nos tramaste a todos…
Subtilmente, assim como quem não quer a coisa, lá nos vais levando a nossos corações abrir, a desvendar nossos segredos, expor nossos amores, daqueles assim que nos levaram no primeiro beijo a levantar a perninha… como a princesa de Genovia…
- Baaaaaaa… que filme mais sem graça trouxeste tu para aqui!!!
- É verdade, mas agora deu-me jeito com aquela de levantar a perninha, ou o pezinho (já nem sei bem)… é que nisso, o filme tinha razão… Há Beijos… e beijos. É não é verdade?
Então que tal uma história assim à laia de um romance de Nicholas Sparks, daquelas que depois viram filme???
Ahahah amiga, ainda um dia escrevo uma… pode ser que esteja aí o meu futuro…
- Bom, mas afinal contas ou não como foi contigo?
- Pronto cá vai e depois não digas que eu faço outro post só com o comentário… ahahah o pior é que tens razão!
Não há pedidos de casamento, nem anéis, nem, nem velinhas, situações mais conservadoras…
Sabes aqueles olhares misteriosos que se encontram assim do nada e que sem se perceber muito bem porquê não se conseguem desviar e neles se experimentam um turbilhão de sensações em todos os nossos sentidos tão intensamente que até a nós nos deixam surpreendidos? Onde fomos nós buscar toda aquela miscelânea que não nos dá sossego?
Depois deixa de ser só o olhar. É a voz que nos prende e quando chega o toque, aí é o desmoronar da nossa compostura. Lá se vai a lucidez, a prudência que nos aconselha a ficar quietos no nosso canto. Mas a teimosia e a impetuosidade impõem-se, tomam conta de tudo, abafam qualquer razão.
Surge o beijo… o Tal Beijo e pronto! Não há nada a fazer. Tá tudo estragado… ou será que não?
Viveram-se longos tempos sempre assim, descobriram-se outros pontos de conciliação, como o riso, a boa disposição, o aproveitar de cada instante. Também houve conversas sérias o pôr de pontos nos “is”, houve amuos e também divergências, mas sempre em todo o tempo, muita, mesmo muita cumplicidade.
Depois… Ah! O depois que não perdoa. Cada um foi para seu lado. Porquê? Não há explicação! A verdade é que ainda hoje quando se vêem, os seus olhares não mentem. Alguma coisa muito forte existiu.
Que tal? Saí-me bem?
Não gostaste? Mas tu disseste que podia inventar… queres que conte outra? Não seja por isso…
Espera Libel… não me feches os comentários… tenho aqui outra na manga… Olha! Cortou-me mesmo o “pio”.
E eu a julgar que já não havia censura.
Beijokinhas linda
De libel a 14 de Abril de 2010 às 23:14
Mafalda sua encantadora de histórias, agora com esta do beijo de perninha no ar é que me deixaste a sonhar...ahhahaha....o que me fizeste lembrar, remexi no baú das recordações e VOILÁ!!...

Habituei-me a ter no pára brisas recados. Desde sempre foi assim: publicidade, multas, recados de amigos, de desconhecidos, propostas para venda de carros usados..lol..(o meu caía de podre), talvez por isso as pessoas pensassem tratar-se de um ecoponto, mas não era verde, talvez para os daltónicos, apareciam também alguns nomes e numeros de telefone aos quais nunca liguei.
Mas este foi diferente. Quando cheguei ao carro estava um bilhetinho com um malmequer.

O bilhete dizia: "Olhei-te. Bonita. Depois vi-te e deixaste de ser bonita...és linda! Tenho ciúmes do homem que te tem"
Assim, mais nada. Muito estranho!!
O meu 1º pensamento: foram as amigas...já devem estar naquela fase que me querem animar porque já não conseguem ver-me nesta gastura.
Resolvi mostrar-lhes o bilhete e juraram a pés juntos que não foram, inclusive tive uma trabalheira para as calar, estéricas e animadas com a situação.

Eu sinto-me observada, mas continuo a pensar que foram elas. Isto não é atitude de homem! Que homem faria tal coisa? Pelo menos deixava número de telefone...para eu lhe ligar e esclarecer as coisas, sei lá...talvez dizer-lhe que nenhum homem me tem!...lol....continuo a pensar que foram elas.
Ou então é um que resolveu ir apanhar malmequeres toda a tarde e decidiu fazer isto em todos os carros, a esta hora está aí numa janela qualquer a gozar o pratinho....
Elas continuam a dizer que não participaram de uma coisa tão romântica...pois sim.
E porquê um malmequer?
Possivelmente roubou-o num jardim, já que nenhum outro carro tem bilhete, sim certifiquei-me disso.
Estas gaijas estão mesmo a entrar comigo, só pode. Vou para casa e pergunto-me mas porquê um malmequer???? O que é que isto quer dizer? Hummmmmm....que suspeito!

Dia seguinte, saio de casa sempre apressada, vou de azul. Gosto. Está um dia bonito. Dirijo-me para o carro ....Outro bilhete? Com um malmequer????
Bolas!!....Mas quem se dá ao trabalho de ter a mala do carro cheio de malmequeres para andar a brincar comigo?...O bilhete diz: "continuas linda, linda, linda."
Mas quem é este gajo???? Não, isto só pode ser brincadeira...de repente caí-me tudo ao chão...
- Bom dia, eu sou o..... e declaro-me culpado pelos bilhetes.
- Oláaaaaa....eu..bem...sou a Isabel....Aiiiiiiiiiiii...e agora?..
-Posso oferecer-lhe um café??
-Bem..estou atrasada...mas...
-É rápido, apenas para me desculpar esta minha ousadia, mas não resisti...é tão bonita...
-Pois..os malmequeres....
-Gosta de malmequeres não gosta??
-Sim..de facto são as minhas flores preferidas...mas como sabe??..
-Não foi dificil, a sua simplicidade contou-me o segredo.
-Ah...a minha..sim....pl...., pois..(quase derretia)..
-Então...podemos ir...
-Oh...sim...claro..

Eu sabia que o mal-me-quer não podia querer dizer boa coisa. Mas algo me dizia, que lá no fundo, bem me quer....e assim foi...num jardim de malmequeres que o beijo aconteceu, com a perninha no ar e o mundo a girar....LOLLLL....

Gostaste??...queres mais??...ahahhahahha....o baú está cheio....Acreditas ou não??...

Beijokas amiga
Está quase......






De mafalda-momentos a 15 de Abril de 2010 às 10:39
Ahahahah... Libel Maria... pois a "culpa" é sempre das amigas... então tu não desfolhaste o mal-me-quer e não deu sempre MUITO??? De que estavas tu à espera? Só podia ser um Apaixonado... olha e agora está-me aqui a passar uma pela cabeça... mal-me-quer... girassol... não achas que são familiares... talvez primos!!!
Pronto tá desvendado! CLARO QUE ACREDITO!!!!!! Só pode ser aqui um teu seguidor secreto e muito romântico... estudou-te bem... apanhou o teu jeitinho e apostou tudo em ti e teve os melhores resultados... ainda bem que o derreter ficou só no quase, ou não teríamos aqui contado este lindo romance...
Se quero mais????? Please...
LIBEL SOLTA O BAÚ!!!!!!!!
Dois e duas e...
De Sindarin a 14 de Abril de 2010 às 22:58
Não quero! Vês como sou má...eheh Foi giro e foi bom. E foi simples. E não quero mais ninguém. Quanto a ti minha marota quero-te muito minha maiga e deixo-te uma beijoca grande e doce. Fica bem amiga.
De libel a 14 de Abril de 2010 às 23:30
Ahhahha....Sindarin que mázona tu és..., logo tu que tens histórias sempre tão lindas, podias ter deixado uma delas aqui, eu juro que não te obrigo a casar comigo..LOLLLL...

Anda lá..dá-me esse gostinho, eu sei que a tua imaginação voa e também sei que deixarias aqui um texto cheio de encanto e magia, afinal é um tema muito bonito de Amor, não foge muito ao que escreves... queres tentar??..

Beijokas amiga de algodão doce...
De Paulo a 15 de Abril de 2010 às 01:07
Havia uma fonte no meio de um largo pátio, onde as pombinhas vinham refrescar os seus papos para o ar, a brisa soprava fresca beijando as faces das poucas pessoas que estavam sentadas naquela esplanada de um dos recantos desse largo, as largas sombrinhas brancas davam uma generosa sombra, mas não evitavam os reflexos dos metais e da água da fonte aos olhares cúmplices que por ali despontavam, o local era todo ele cheio da luz ofuscante vinda lá do alto do Sol do meio dia naquele dia de Primavera.

Foi ali que marcamos encontro para falar de coisas do mundo, de atitudes da mente ofuscada das pessoas, das tristezas da vida. Ainda sentia o Inverno no meu coração, ela ria-se cada vez que eu falava descrições de lugares e ideias, gostava de me ouvir falar, poisava as mãos por baixo do seu queixinho e contemplava-me os sorrisos, pedia-lhe para falar sobre o que quisesse, mas ela docemente convenceu-me em afirmar que gostava do jeito de me expressar. Dentro do café, havia um rádio que reproduzia melodias suaves, nem sei que posto sintonizaram, só de vez em quando o ouvido fugia para um ou outro tema. A conversa fluía em harmonia até que o rádio deu o mote ao começar a reproduzir a música “A Whiter Shade Of Pale” - Procol Harum, houve uma pausa na conversa enquanto os olhares se fixaram como se ambos realmente vissem para além deles, ela tocou-me na mão olhando meigamente para ver a reacção e eu deixei colocando a mão mais leve como se pedisse com o olhar que continuasse e ela continuou o toque tão sensível como pode ao longo do pulso e mão, não sei o que me deu mas uma sensação boa e mesmo tempo estranha percorreu-me a espinha e parou no estômago como se sofresse de ansiedade, de repente era como se tivesse iniciado o degelo após longo Inverno, para abraçar finalmente a Primavera, não tinha força de vontade para evitar que ela continuasse unida a mim por um toque, apenas deixei que acontecesse enquanto quisesse como se tivesse ansiado por esse toque assim tão arrebatador por um longo tempo, no momento seguinte toquei-lhe na pela macia e aí sim o tempo avançava muito lentamente, parecia que falávamos e nem proferimos palavras, os olhares já diziam tudo o que necessitávamos ouvir e …

E tu Libel ficarás a pensar se foi ficção fruto da inspiração ou foi um dia realidade ...

Um beijinho assoprado
De libel a 20 de Abril de 2010 às 12:50
Olá Paulo,

Seja o que for gostei de ler, imaginei todo o relato e fiquei com um sorriso nos lábios, senti que todo o romantismo que usaste deu frutos, semeaste e colheste sentimentos fortes. São histórias bonitas, que mesmo inventadas servem para perfumar o ar que respiramos.

Beijokas
De T!T@ a 16 de Abril de 2010 às 12:58
Um casal muito apaixonado que já contam muitos anos juntos. Um certo dia "Inês" começou a sentir que algo de estranho se passava "Hugo" estava distante e por vezes pouco carinhoso, um pouco rude até. Em silêncio tornou-se observadora mas sem deixar transparecer a sua desconfiança quanto a este comportamento, pediu então uma pequena ajuda a amiga que estava mais perto do grupo de "Hugo" na altura, deixou passar algum tempo, até que chegou a derradeira confirmação "Hugo" tinha-a traído! com uma mulher mais nova... A desilusão, a perca de confiança e a grande tristeza apoderou-se de "Inês", confrontou-o e ele assumiu, era real um balde de água fria caiu-lhe em cima, arrumou as suas coisas e saiu de casa, tinha perdido a confiança... O tempo passou-se "Hugo" fazia grandes declarações, manifestações públicas de pedidos de desculpa, recorria a todos os amigos e conhecidos para tentar chegar a "Inês" e nada sem resposta, sem retorno, mas com uma grande certeza era dela quem ele gostava, amava e queria, só depois de a perder é que percebeu isso... Até que teve uma grande ideia "Inês" é bailarina num grupo de teatro, depois do espectáculo com ajuda de alguns cúmplices , foi lido um texto lindo, de meter todos a chorar, uma musica de fundo característica e "Hugo" entra pela plateia de micro na mão esquerda e uma caixinha na mão direita, com voz trémula faz então a tal pergunta primeiro para o pai, onde pede autorização e depois para "Inês".
No meio de choros e sorrisos, plateia derretida com tal pedido, palmas no palco e uma vozinha muito tremida e até quase sem fala deixa soltar um SIM... É a apoteose final com o Final Feliz!! - (história baseada em factos reais)
De libel a 20 de Abril de 2010 às 13:08
Olá Tita,
Tenho estado aqui a dar voltas à cabeça, porque tenho ideia de ter passado por essa história que contaste faz bem pouco tempo, numa das viagens aqui pela blogosfera. Achei linda de facto, principalmente pela persistência dele, fazemos coisas na vida de que não nos orgulhamos, mas acontecem, o arrependimento vem depois, no entanto a esperança é a última a morrer e se o amor for mais forte, se não desistirmos de o mostrar, existe sempre oportunidade para o provar.
Por vezes o orgulho tem de ficar na prateleira para assim podermos ser felizes. Somos postos à prova por diversas vezes, a vida é mesmo assim, temos que pensar sempre que não somos imunes a nada, daí que julgar ou condenar é sempre muito injusto, ainda mais quando o Amor fala mais alto. Na minha opinião, penso que todos temos direito a uma oportunidade, se for aproveitada muito bem, caso contrário é virar a página e continuar em frente.

Obrigado por partilhares uma história tão bonita, com um final feliz, essas são as melhores...deixam-nos com um calorzinho especial no coração.

Beijokas e volta sempre!!..
De Teresa a 16 de Abril de 2010 às 19:20
Olá libel
Isto do sapo é uma chatice, eu gosto tanto de vir aqui, acho-te tão engraçada e positiva, mas não consigo perceber como é que posso seguir-te, que é uma coisa tão fácil no Blogger.
Entretanto, fica um beijinho.
E acho que não me encaixo em nenhuma das tuas letrinhas. Talvez conte noutro dia :)
De libel a 20 de Abril de 2010 às 13:19
Olá Teresa,

Nem me fales deste sapo, pois últimamente também tenho ficado verde com as alterações que ele se lembra de fazer sem aviso prévio...Lolll...
Mas olha, tenho pessoas que me visitam com o mesmo site que tu (blogger) e conseguem linkar e criar acesso para entrar aqui, no entanto também sou leiga, não sei como o fazem.
Vou tentar visitar-te mais vezes, para assim poderes seguir o rastro...fica prometido!!..

Quanto às letrinhas um dia vais encaixar numa delas, ou noutra qualquer ainda por inventar, e depois contarás como foi...:)

Beijokas
Um dia feliz...

Comentar post

*O meu olhar é nítido como um girassol, sinto-me nascida a qualquer momento, talvez por ser distraída demais, mas é bom sentir que cada vez parece sempre a primeira. Aqui todos os dias vão ser assim: UMA AGRADÁVEL SURPRESA!!

*pesquisar

 

*Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

*Plantações recentes

* A vida no campo é...

* Sexto re(encontro) de blo...

* Ri-te pa, ficas mais boni...

* receita da alegria

* "Cumplicidades" lingerie ...

* #Dia da Mulher#lingerie r...

* Cúcú...BOM ANO por aqui

* É sexta-feira. Yeehhh!!!

* É giro quando...

* Que tal, para o nosso jan...

* Prometo perder...

* Sem título que é melhor.....

* Encontros perfeitos...

* Amizade é fazer o bem...

* Momento da verdade V

* Encontros, amigos e alhei...

* Quem adivinha?

* E... se não houver amanhã...

* FELIZ DIA DA MULHER!

* Um dia vou escrever um li...

*últimas colheitas

Erro no pedaço: este eu é o Observador e não o Obs...
Oiapppppp..., por mim está no papo!!!Agora temos q...
'Bora' nessa, Libel!!!
Vamos lá ver se tenho tempo para isto. É sempre bo...
É bom que não esqueças este azul, porque ele exist...

*Os amigos azuis!!

 

 Azul.. azul..azul..

Uma das mais belas cores do mundo.
Pode representar o céu, uma flor,

um fruto, o mar, um sorriso,

uma emoção, um sentimento...
Cheio de beleza e clareza!
Uma cor que nos faz sentir seguras,

a cor da imaginação.
Uma cor suave...

que nos tranquiliza ..

Azul..azul..azul...

É a cor da Amizade!!..

 

*Outras plantações

* Outubro 2017

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Janeiro 2017

* Julho 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Março 2016

* Fevereiro 2016

* Janeiro 2016

* Dezembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Abril 2015

* Janeiro 2015

* Junho 2014

* Maio 2014

* Abril 2014

* Março 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Dezembro 2012

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Junho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

*links

*Obrigado Sindarin

*É aqui neste...

Cantinho virtual
que escrevo os meus pensamentos.
É onde gravo o que sinto
o que me inspira, vejo e sonho.
É onde todos vocês podem escrever
comunicar, informar, apresentar,

partilhar, sorrir e brincar. 
E tu também tens o teu cantinho?
Aquele onde as palavras se soltam

como notas de música...no ar.

Onde os sabores são néctares

e se misturam em páginas virtuais.
Eu tenho.
É aqui mesmo.
Entra e descobre tudo o que tem
num simples..."CLIC"..

 

*Voltem sempre!

Remédio santo...

 

Adrenalina ao rubro...

 

Equilibrio perfeito...

 

      = Família feliz

*Posts mais germinados

*tags

* todas as tags

*Obrigado Daisy e Tiger

*Eu participo


Amigos de longe que

gostava de conhecer

Lis-Brasil

A minha fotografia

Julieta-Brasil

Wânia-Brasil

A minha fotografia

Amigos que já conheço

Paulo-Lisboa

Manu-Óbidos

Mafalda-Lisboa

Lovenox-Coimbra