Terça-feira, 12 de Abril de 2011

MÃES, FILHOS...E...PARABÉNS!!

 

 

Faz poucos dias, conversava com uma amiga, sobre o comportamento alheio dos filhos perante a realidade de uma mãe sozinha. Habituada a agitação, a movimento, a barulho, a participar, a organizar, a ser útil, prestável, mãe, cúmplice e amiga, de repente, puff...tudo mudou. As máquinas outrora em árduo funcionamento no exercício das suas funções, agora estão desligadas, as luzes sempre acesas, que ofereciam discórdia, apenas uma ilumina, o apito da panela de pressão que antes anunciava as refeições, não ecoa, a mesa farta, os lugares ocupados, deram lugar a uma jarra florida. A música alta, as televisões ligadas, os computadores sempre on-line, nada, apenas o silêncio é companhia daquele imenso vazio. Cada um seguiu sua vida, como é natural e aquela casa que parecia pequena para tanta gente, hoje é enorme e silenciosa para ela.

 

Não era sua vontade, tão pouco iria de encontro à sua maneira de ser, controlar, fazer exigências, cobrar, insinuar-se ou intrometer-se na vida deles, gostaria apenas que, sua presença, seu amor, sua dedicada entrega, suas preocupações de mãe, seus conselhos e experiências, fossem ouvidos, reconhecidos e entendidos como desejo único de felicidade e bem estar na vida presente de cada um. Afinal, o que todas as mães querem para seus filhos?...Que tenham saúde e sejam felizes!!...

 

Ao falar com ela, ouvir seus desabafos, ler sua nostalgia, sentir o aperto no coração, compreendi e percebi o quanto deve ser difícil passar por essa etapa na vida, lidar com o desapego, conseguir esquecer os ruídos, a correria, dar volta no vazio, apagar receios, ultrapassar medos, saltar a barreira da solidão e vencer as saudades. Bafejada pela sorte de ainda ter minha mãe comigo, de saúde, por sinal hoje aniversariante, faz 75 anos, aquela amostra de gente, tem uma vivacidade hilariante, um espírito brutal, é alegre, divertida, companheira, em contrapartida “EXTRA MELGA”, consigo facilmente situar-me no papel de filho e entender igualmente o outro lado, as razões para comportamentos e atitudes menos presentes, mais espaçadas, quase sempre matando dois coelhos, boa acção e tirando proveito/interesse próprio.

 

À primeira vista, parece tratar-se de egoísmo, de ingratidão, negligência, mas não é assim, apenas existe uma troca de papeis, agora são os filhos que lidam com a azáfama, com o barulho, com as responsabilidades e todo aquele stress diário. Agora são eles que pedem para respirar, que a noite aumente, que o novo dia cresça, que haja paciência e tolerância, que o Amor vença tudo. O sentimento precioso, não diminuiu, a importância e seu estatuto está bem presente, somente a forma de demonstrá-lo mudou, o fatídico tempo, consegue alterar o rumo certo das coisas. Mas...uma coisa é certa, Mãe é Mãe, sempre estará lá, em consciência, em pensamento e em cativeiro permanente: No coração!!...

 

É precisamente essa mensagem que deixo à minha MÃE, um orgulho de metro e meio, uma força da Natureza, uma personagem única, uma porta aberta, uma estrela, um sorriso, um abraço ilimitado, um laço apertado, e faço das minhas palavras, uma corrente para todas as MÃES que sintam o desapego dos filhos, particularmente nessa transição (fase) da vida:

 

Mãe, tenho consciência, embora não sinta orgulho, que sou uma desmiolada, desnorteada, despassarada, descontrolada, desnaturada, todos os "des" possíveis e imaginários, não abusem, porém, tu sabes e sentes como eu, que existe algo muito forte que, nunca irá (des)ligar essa sintonia, (des)fazer esse encanto, (des)afiar essa cumplicidade, (des)laçar esse Amor sem fim. Gostava de ser uma dedicada e extremosa filha, no entanto sou, e serei sempre uma filha que te AMA MUITO!!..

 

 

PARABÉNS MAMiiii...

 

 

 

 

germinado por libel às 17:03
link do post | Semeia | favorito
|
17 comentários:
De Rosinda a 12 de Abril de 2011 às 17:57
Amiga Libel, tudo o que escreves tem a emoção dos sentimentos fortes e a leveza do pousar alegre de uma borboleta...
Tinhas que saiar a alguém, também tu és uma força da natureza, noutra geração, outras exigências da vida, mas tão Mãe quanto outra Mãe, tão Mãe como a tua...
Muitos parabéns para a Senhora tua Mãe e muitos parabéns pela tua garra, gentileza, alegria e sinceridade genuína.
Um beijinho
Rosinda
De libel a 15 de Abril de 2011 às 10:00
Olá Rosinda,

Muito obrigado, que grande elogio, fico sem jeito mesmo, ainda mais vindo de ti que brincas com as palavras como se fossem algodão doce. Tu sim, tens uma escrita leve, tranquila, bonita, com uma clareza de sentimentos que nos encanta. Apetece ficar a ler teus poemas, pela simplicidade, suavidade e emoção que transmites. Ah...tu sabes, o efeito que nos proporcionas, é ...MAGIA!!...

Minha mãe agradece a gentileza e eu deixo-te um beijinho enorme...
De luadoceu a 12 de Abril de 2011 às 18:34
que lindas palavras a tua mae
os des...sao do teu coraçao amiga
podem nao ser e nao o devem ser com certeza da tua mae
os tempos sao outros libel,mas as pessoas as mesmas, o amor igual,o carinho igual, mesmo que haja mais barulho, o silencio as vezes nao esteja
mas o amor e carinho de pais para filhos e filhos para pais nao muda
esquece os des...libel e parabens a tua mae e a ti filha,pelas palavras que lhes dedicas............
beijinhos
De libel a 15 de Abril de 2011 às 10:18
Olá Lua,

Eu sei que sou uma filha um pouco desligada, mais até do que gostaria, percebo bem, compreendo o quanto as mães sofrem com a nossa ausência, com a falta de comunicação. Mas, ..no meu coração está tudo certo, bem defenido, no lugar, não esqueço as pessoas, sinto que estão bem, por perto e caso necessário, num instante estou presente. Adoro a minha mãe, mas sempre fui assim, desligada, tenho certeza que esse "des" não retira nem um pouco do amor que ela sente por mim e vice versa!!...Por vezes existem gestos e atitudes que compensam todas essas falhas.

Obrigado pela tua dedicação e carinho!!
Beijinhos na tua filhota.
Bom fim de semana
De blogando-me1 a 12 de Abril de 2011 às 21:01
Depois de palavras tão sentidas, qual é a mãe que não tem orgulho numa filha com tantos "des"....
Para a tua mãe um grande beijinho de parabéns e um big ramo de ....

Bjs fofos
De libel a 15 de Abril de 2011 às 11:18
Obrigado Nanda!!..

Acredito que sim, que ela tenha orgulho, assim como eu tenho nela, afinal até dizem que somos muito parecidas, não só em fisionomia, como em feitios.

Beijokas amiga, para ti e teus filhotes...


De Marta M a 12 de Abril de 2011 às 22:01
Lindo Libel!
E como refere a Rosinda com esse teu estilo profundo e leve :)
E sim,não há de ser fácil ver o ninho vazio, principalmente quando se foi mãezinha e não apenas "mãe" :)
Parece ser esse o vosso caso :)
Abraço às duas.
Marta M
Nota: O meu pai também faz este ano 75.
É uma idade de respeito, não é?
De libel a 15 de Abril de 2011 às 11:59
Olá Marta,

Primas pela gentileza. Obrigado :)

No meu caso, ainda não consigo avaliar essas falhas, a ausência, o vazio, mas acredito que seja muito difícil sim, pois é como dizes, mãezinha sofre!!...

Consigo situar-me no papel de filho, porque sou uma privilegiada e felizarda nesse aspecto, é para mim bem mais fácil, encontrar razões para certas atitudes ou falhas de comunicação, porque vivo esse presente, mas não sou conivente com falta de reconhecimento, ingratidão ou negligência.
Amor sente-se, não se obriga!!..

Nota: Por acaso, só quando cantei os parabéns à minha, mãe, dei conta que meti o pé na argola (como sempre), ela fez 76 anos, para mim a idade nunca me assustou, ela sempre foi muito activa, só mesmo em termos de cuidados de saúde, mesmo assim concordo contigo, é uma idade muito bonita e de respeito!!

Beijokas :)
De rodrigando a 12 de Abril de 2011 às 23:00
Parabéns à MÃE . Que continue a festejar muitos aniversários com saúde e alegria de viver.
Parabéns à filha que sente coisas tão lindas e as sabe dizer.
Decerto nem uma nem outra se sentirão sózinhas nunca.
Ambas sabem que nem sempre estar ao pé é estar presente. Mais presentes estão por vezes os que estão longe.
Eu tenho a felicidade de poder contar com os filhos em todos os momentos mas de vez em quando a casa também fica estranhamente vazia e silenciosa.
Mas comigo acontece uma coisa estranha:Com o passar do tempo "apoderei-me" de tal forma de toda a casa que de vez em quando me parece quase impossivel que aqui tenham vivido 5 pessoas.
Um abraço grande e apertado para ambas as mães.
De libel a 15 de Abril de 2011 às 12:42
Adélia amiga, consigo sentir nas tuas palavras o perfume das flores. Obrigado

Por acaso com a minha mãe acontece exactamente o mesmo, ela "apoderou-se" da casa de uma forma saudável e útil, em todas as partes tem uma história, uma lembrança, uma relíquia, mas em todas elas tem também a sua marca, o seu registo, a sua pégada, a resposta às suas necessidades e prazeres. É de facto engraçado, pensar que um dia viveram ali 7 mulheres...ahahhaah...é dose!!...
Mas, o importante é que, aquela casa, com história, com lembranças, com recordações, é hoje para ela o seu ninho, o seu refúgio, o seu sossego, a sua tranquilidade, o seu aconchego, do qual não abdica, tão pouco fica longe por muitos dias.

Temos que saber viver e aproveitar o que a vida nos oferece de bom, a saúde, o amor dos filhos, familiares e amigos, é o essencial para que, em qualquer lado nos sintamos bem.

Beijokas
De Existe um Olhar a 13 de Abril de 2011 às 08:45
Parabéns à mamã que se pode orgulhar de ter uma filha como tu, acho que para além da parte genética que cada indivíduo traz ao nascer há acima de tudo os valores incutidos pela família e esses cara amiga, estão bem patentes na tua atitude, na tua maneira de estar, na forma como vês o mundo, como tratas os amigos, a família.
A tua frontalidade faz de ti um ser genuíno e uma amiga que me orgulho de ter.

Beijinhos
Manu
De libel a 15 de Abril de 2011 às 13:39
Manu fico com pele de galinha ao ler-te, primeiro porque a nossa amizade tem crescido aos poucos, mesmo na distância, a sua força é notável, ganha vida e cores com este acompanhamento, com esta presença constante, com todo este aconchego e reconhecimento amigo. Fico babada e orgulhosa, porque apesar do tempo e distância que nos limita, existe muito companheirismo, partilha, alegria e cumplicidade.

Depois porque sei que as tuas palavras são sentidas e sinceras, esses valores de que falas estão bem presentes nos dois lados, na forma como lidamos e encaramos a vida, nas pessoas que nos rodeiam e nos acompanham neste passeio iluminado e enfeitado por sorrisos.

Obrigado pelo carinho e amizade!!...
De Anónimo a 13 de Abril de 2011 às 20:07
Amiga Libel

Os meus parabéns atrasados à Srª tua mãe, que mesmo sendo já de idade avançada, ela ainda continue a ser a tua amiga.

Bem Hajam todas as Mães.

Beijinhos Amigos

ISA
De libel a 15 de Abril de 2011 às 13:59
Olá ISA,

Atrasados mas muito bem recebidos e entregues com toda a simpatia que te caracteriza e que adoro receber neste cantinho. A idade é avançada sim, mas o espírito é muito jovem e alegre, o que nos aproxima ainda mais!!...

Bem Haja para ti também e muitos beijinhos..
Obrigado!!
De geriatriaaminhavida a 16 de Abril de 2011 às 20:57
Bonita idade.
A minha mãe tem 1 ano a mais e também tem 1 metro e meio.
Faz parte da vida, os filhos seguirem o seu caminho e esses caminho normalmente não é percorrido ao lado dos pais.
A minha filha por exemplo aos poucos vai dado esses passos.
O triste é o abandono...quer de pais quer de filhos.
Beijinhos
De mafalda-momentos a 17 de Abril de 2011 às 22:55
Libelinha desmiolada aceitas um comentário atrasado?
Como não oiço nenhuma resposta, admito e assumo que seja um sim.
Ó Sra. dos des " já me deixaste com a lagrimazinha no olho que teima em andar aqui no "tem-te Maria não caias..." não ligues que isto é do nervoso.
É que para além da lagrimazinha teimosa, corei até às orelhas.
Estas lições que nos consegues transmitir são o teu coração que transparece no sorriso do teu rosto e facilmente salta para as tuas palavras.
Palavras que não hesitas em oferecer como um bálsamo a quem por si só não as conseguiu encontrar.
Eu sei que estás aí atenta e com a tua sinceridade
à flor da pele, não te limitas ao descuidado passar a mão pela cabeça e seguir em frente dando a tua missão de amizade por cumprida. Ao contrário, chamas à razão tão necessária a quem possa estar um pouco fechado aos simples e naturais factos da vida.
Obrigada por existires e seres minha amiga. Acredita que tenho muito orgulho e sinto muita ternura por te poder dizer isto.

És mãe e filha e consegues ver com clareza os dois lados.
Para a tua MAMI, embora atrasado um beijinho de parabéns.
Para TI um beijinho muito, muito especial.
De flordocardo a 21 de Abril de 2011 às 11:24
12 de Abril? Fez anos a minha mãe!
Bjitos!

Comentar post

*O meu olhar é nítido como um girassol, sinto-me nascida a qualquer momento, talvez por ser distraída demais, mas é bom sentir que cada vez parece sempre a primeira. Aqui todos os dias vão ser assim: UMA AGRADÁVEL SURPRESA!!

*pesquisar

 

*Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

*Plantações recentes

* Ri-te pa, ficas mais boni...

* receita da alegria

* "Cumplicidades" lingerie ...

* #Dia da Mulher#lingerie r...

* Cúcú...BOM ANO por aqui

* É sexta-feira. Yeehhh!!!

* É giro quando...

* Que tal, para o nosso jan...

* Prometo perder...

* Sem título que é melhor.....

* Encontros perfeitos...

* Amizade é fazer o bem...

* Momento da verdade V

* Encontros, amigos e alhei...

* Quem adivinha?

* E... se não houver amanhã...

* FELIZ DIA DA MULHER!

* Um dia vou escrever um li...

* Se a vida te der limões.....

* In love...in love ...in l...

*últimas colheitas

Oh pah. não vi. Já não vou a esse mail faz tempoma...
Como se fosse possível estares assim "acabada" com...
Pronto, estás contratada!!! Eu preciso de ti quare...
Galhofa! O meu nome do meio é Galhofa :PJá tinha s...
Ahahahah...és muito douda. Por enquanto rir só faz...

*Os amigos azuis!!

 

 Azul.. azul..azul..

Uma das mais belas cores do mundo.
Pode representar o céu, uma flor,

um fruto, o mar, um sorriso,

uma emoção, um sentimento...
Cheio de beleza e clareza!
Uma cor que nos faz sentir seguras,

a cor da imaginação.
Uma cor suave...

que nos tranquiliza ..

Azul..azul..azul...

É a cor da Amizade!!..

 

*Outras plantações

* Maio 2017

* Abril 2017

* Março 2017

* Janeiro 2017

* Julho 2016

* Junho 2016

* Abril 2016

* Março 2016

* Fevereiro 2016

* Janeiro 2016

* Dezembro 2015

* Agosto 2015

* Julho 2015

* Junho 2015

* Maio 2015

* Abril 2015

* Janeiro 2015

* Junho 2014

* Maio 2014

* Abril 2014

* Março 2014

* Fevereiro 2014

* Janeiro 2014

* Dezembro 2013

* Junho 2013

* Maio 2013

* Abril 2013

* Março 2013

* Dezembro 2012

* Outubro 2012

* Agosto 2012

* Junho 2012

* Maio 2012

* Abril 2012

* Março 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Dezembro 2011

* Outubro 2011

* Setembro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Junho 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

*links

*Obrigado Sindarin

*É aqui neste...

Cantinho virtual
que escrevo os meus pensamentos.
É onde gravo o que sinto
o que me inspira, vejo e sonho.
É onde todos vocês podem escrever
comunicar, informar, apresentar,

partilhar, sorrir e brincar. 
E tu também tens o teu cantinho?
Aquele onde as palavras se soltam

como notas de música...no ar.

Onde os sabores são néctares

e se misturam em páginas virtuais.
Eu tenho.
É aqui mesmo.
Entra e descobre tudo o que tem
num simples..."CLIC"..

 

*Voltem sempre!

Remédio santo...

 

Adrenalina ao rubro...

 

Equilibrio perfeito...

 

      = Família feliz

*Posts mais germinados

*tags

* todas as tags

*Obrigado Daisy e Tiger

*Eu participo


Amigos de longe que

gostava de conhecer

Lis-Brasil

A minha fotografia

Julieta-Brasil

Wânia-Brasil

A minha fotografia

Amigos que já conheço

Paulo-Lisboa

Manu-Óbidos

Mafalda-Lisboa

Lovenox-Coimbra