Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

20.05.09

Como vais de amores...!!


libel

 

 

 Os amores são como as ondas, vêm e vão, enrolam e desenrolam, sem elas ou sem eles nada faz sentido!!

 

 

Mal de amores quando, outrora amores, se transformam em desamores e se vê o amor, sempre o amor, como a luz ao fundo de um túnel que nunca acaba.

Bem de amores quando os amores ainda não sabem quanto custa um desamor, nem querem saber, fingem não saber, porque é mesmo melhor viver sem conhecer a dor de um desamor.

Infelizes de amor quando o amor nos esquece, nos passa ao lado, sem um aviso de que foi e que, no seu lugar, deixa o desamor, por tempo indeterminado.

Felizes de amor quando o amor ainda não é, mas se acredita que vai ser, porque amores como o amor que está para vir, não podem acabar em desamor.

Quanto a mim....

Tenho saudades de primeiros beijos. Não do "primeiro beijo", aquele momento um bocadinho embaraçoso em que uma pessoa não sabe muito bem o que fazer e se pergunta porque raio tem uma língua estranha enfiada na boca.
Não, tenho saudades da emoção de beijar uma pessoa pela primeira vez, daquele frio que invade o estômago, depois de horas a pensar em como será, se rápido se lento, se comedido ou lambuzado. Tenho saudades daquele impasse, do será-que-sim-será-que-não, da novidade, da vontade de querer repetir...ou não.
Que nome vou dar a isto?....hummmmm...... 

 

Bjufas, bjikas, assadas e fritas...
Iz@

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.