Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

01.03.10

A POESIA NAS ESTAÇÕES!!..


libel

Os desejos da nossa forma de vida formam uma cadeia ...

cujos elos são a esperança...

 

praiaquerida.JPG

(imagem retirada da net)

Estava sentada na areia fina, bem perto daquela muralha, onde tantas recordações teimavam em avivar a sua memória. Não teria ficado mais de cinco minutos naquele lugar, mas algo a prendia, talvez o facto de se sentir sózinha e sem rumo. Ali iria encontrar um caminho, sabia que aqueles grãozinhos de areia eram especiais, aquele mar imenso a tranquilizava. Imaginara faz muito um dia como aquele, ameno, silencioso, apaziguador, e era isso que precisava...de silêncio!!..Os flashes de situações outrora vividas abriam-se como clarões, conseguia visualizar tudo ao pormenor, era tão real que achava poder mudar o rumo dos pensamentos e dar outro sentido aquela história. É isso, precisava estar ali, reviver tudo de novo, só assim poderia compreender e talvez começar de novo, saltar páginas não era solução, fechar os olhos não resultava, abdicar de novas emoções era morrer aos poucos.
Sentia a areia morna por entre os dedos, o sol batia-lhe nas pernas nuas, tinha arregaçado as calças de linho e por momentos viu-se a correr em direcção ao mar, as marcas dos seus pés ficavam tatuados no areal molhado, que engraçadas eram as marquinhas, tantas em tão poucos passos, quantos pés teria, um dois, três...perdeu-lhes a conta e deixou-se cair em sorrisos largos, satisfeita por conseguir pensar em coisas rídiculas como os pés. Que mais a faria rir, tinha que fazer um esforço, tinha que contrariar os pensamentos, mover-se, distrair-se, brincar consigo própria , com o seu sentido de humor, tão esquecido no tempo. Tinha liberdade, podia fazer tudo, inclusive sonhar, sem receio de ser acordada, podia voar sem medo de cair, podia caminhar, trilhar caminhos, afastar as pedras, pular  muros e voltar a sorrir....e viver, viver...viver....
 
Sentiu os salpicos na cara, estava fria, límpida e tão azul, conseguia ver as conchas, os búzios, as pedrinhas de várias tonalidades, até se destacou uma estrelinha do mar. Que faria ela ali sózinha pensou, quase que a reconhecia de tão presente e familiar, não podia ser a mesma, passou tanto tempo, aquele colar. Levou a mão ao pescoço, ainda o sentia lá, apesar de há muito se ter afundado nas areias dessa praia. Esquece..esquece..esquece..., concentra-te na garrafa, no bilhete, tem de ser agora, a maré está perfeita, o vento a teu favor, embalada pelas ondas chegará ao destino. Tu consegues,  ...joga no mar as tuas dúvidas e incertezas, os teus medos e receios, a tua saudade e desespero, mas também os teus pensamentos, sonhos e desejos, depois ...aguarda pela resposta, ela virá todos os dias,  na brisa da Primavera, junto ao calor do Verão, escrita nas folhas do Outono e temperada pelas chuvas do Inverno. 
 
ACABOU??....Ohhhhh...Estava tão bonito....queria mais....
 
Agora a sério, este episódio não vos é familiar??...existem alturas na vida em que precisamos jogar a garrafa ao mar e acreditar que a bom porto vai parar, é o tal fio condutor que percorre o nosso interior, exalta e faz reagir, é a tal esperança que nunca morre. É a sobrevivência a revelar-se numa experiência de VIDA!!...
...É o CORAÇÃO a mostrar quem manda!!... 
 
 Digam lá se não estou inspirada??...isto dava um livro...lol..
..mas preciso da vossa ajuda ..., todos são essenciais...
que tal darmos cor às estações desta história... Porquê??...
Ora, porque todas elas nos oferecem Esperança.
BORA LÁ!!...
 
Rolando, tu és todo Verão,
trazes calor no coração..
escreves com emoção e paixão,
que dirias sobre essa estação??
 
Mafalda, em ti vejo o Outono,
ofereces grande admiração...
Tuas palavras são versos de sonho..
E qual escreverias nas folhas desta estação!!
 
Paulo, guardei para ti a Primavera,
pela magia e perfume desta estação..
Sei que encontrarás esperança nela
e mostrarás o caminho da reflexão..!!
 
Manu, tão longe e presente neste Inverno,
As saudades partem-me o coração..
Quero muito sentir-te bem perto
e ler a tua alegria nesta estação!!
 
Regina, Lis, Wânia, Julieta, Maria ..
Todas juntas numa palete cheia de cor..
fazem as delícias de cada estação
escolham uma e façam uma poesia de amor..
 
Green, Cris, Eusinha e Sindarin...
Suaves, ternas e amigas de coração..
Deixem uma palavra, um gesto, um pensamento..
e ganhem as cores de cada estação.
 
Enigma, Tangerina, Geeny e Raiozinho ..
Mas que bela animação
Escrevam com chuva ou com solinho
qualquer coisa sobre uma estação...!!

 

 

E todos os que aqui se juntem

na  poesia de cada ESTAÇÃO..

são bem vindos e disfrutem

desta boa disposição!!..

 

 

Desejo a todos uma óptima semana 

recheada de boas inspirações..

                                                                                  ...divirtam-se...e

 brinquem com as estações...

 

                                                                                            Iz@

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.