Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

28.10.10

POR CÁ TEMOS ...."FATIAS DE CÁ"..


libel

 

RICHARD III...

 Manu porque tremes tanto??

      É da emoção...é da emoção, as mãos ficam suadas e ...o disparo fica nervoso pá...

               Ah...o disparo, ..claro....talvez isso com uma Água de Carvalheiro passe não??...

 

Duque de Gloucester, era...                                              

...um safado, uma serpente venenosa, assim lhe chamava sua mãe, um asno, assassino sem escrúpulos, coração de pedra, com a ajuda da Duquesa de Buckingham, foi nomeado rei, após ordenar a matança e conspirar sobre seus familiares, nomeadamente, seus irmãos, mais tarde sobrinhos, e todos aqueles que evidenciassem perigo, se tornassem fardos, traidores ou simplesmente dispensáveis. O objectivo era um só: suceder ao trono de Inglaterra!..Pobre de espírito mas com grande poder de persuasão, consegue seduzir várias mulheres e atingir seus propósitos, de nada lhe serve tanta arrogância e crueldade, a sua astúcia não o livra de flechas mortais na Batalha de Bosworth, desesperado, na tentativa de salvar a pele ainda grita: “um cavalo, um cavalo contra o meu reino”, uma frase que ficou célebre, mas que, de nada lhe valeu, acabando morto, como um javali abandonado!!..Bem feito!!...nunca gostei de reis malvados, convencidos e gabarolas!!..Este Richard teve o que merecia.

 

 Distilaria da Brogueira em Torres Novas

 Foto de Pedro Semedo da Galeria de Browserd

 

O "Fatias de Cá" com um elenco maravilhoso levou-nos até à Distilaria de Brogueira, em Torres Novas, um lugar estranho, diria até, entregue ao abandono, no entanto, no seu interior sentimos precisamente o contrário, um acolhimento caloroso e um aconchego familiar. Fomos recebidos na zona das refeições, uma sala enorme, com paredes forradas a pão de lenha, iluminada pela luz fraca das lamparinas de ferro, dispostas graciosamente ao longo do balcão de serventia. Uma salamandra ao fundo queimava nacos de madeira, as chamas crepitavam, desenhando um ambiente de tonalidades quentes e abrindo caminho para mesas e bancos compridos de madeira , revestidos com toalhas de linho, convidando a sentar...

 

E nós assim o fizemos....como meninas bem comportadas que somos!...

Manu, Libel e Mafalda em Torres Novas

 

 

...Um quadro sem pretensão a beleza, emoldurado pelas cores e cheiros do Outono, conquistando os nossos sentidos!!...O vinho maduro, num vermelho quente, aguardava impaciente,.. o pão escalava montanhas em cestos de verga, o chouriço cortado em rodelas finas, seduzia as nossas pupilas gustativas, braços no ar, toques de vidro, ali se brindou à amizade, ao convívio e a mais um espectáculo que prometia suspiros de fascinação. A salientar a boa disposição do público, ao longo do percurso, nas várias deslocações, na interacção, proximidade, registos e cumplicidade. Um teatro, uma peça, uma história, uma diferente forma de representar, uma diferente forma de apreciar e uma diferente forma de viver. Criatividade, argumentação e encenação mais perto de si. Uma mistura de arte, cultura e representação, traduzida numa só palavra: PAIXÃO. É algo que aguça a curiosidade, que cria expectativa, acende a fogueira, dispara flechas e desperta corações. É algo que seguramente partilhamos com um gostinho especial.

 

  

 

Não estava a falar do delicioso manjar que provamos a seguir, mas que, igualmente merece destaque, vou apenas salivar um pouco, começando pelo caldinho de legumes quentinho, seguido de um assado com puré e macedónia, regado com sorrisos e temperado de conversas animadas.

 

 

Os  “fatias de cá” juntaram-se a nós neste simpático convívio, adocicado pelas fofas, amarelinhas e verdadeiras “Fatias de Tomar”, mergulhadas em calda e acompanhadas pelo delicioso café da avó.

 

 

         "Não resistimos nem a uma ideia nova nem a um vinho velho" é o lema deste grupo teatral encenado por Carlos Carvalheiro.

 

 

E nós ...não resistimos nem às fatias douradas, nem aos "Fatias de Cá", um elenco excelente, que transpira simpatia e humildade..e...calor humano e...esta aproximação dá-me assim uns calores e....

                    é melhor ficares por aqui...

pois..é melhor é....porque a minha vontade era....

                               pois...nós sabemos...mas pf. cala-te...

                                 

 

                                                  Um grande beijinho a todos

Iz@

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    libel

    28.10.10

    Agora tu minha menina, afinal nós as duas é que temos a fama de traquinas e tu é que me pregas uma partida destas heim??...Nem sei que te diga, mas estava aqui a pensar numa maneira de dar a volta à situação, tu sabes que nisso sou mestra, já pus aqui a mioleira a funcionar, mas não surge luzinha nenhuma, será que vou ter que concordar contigo e talvez até assinar esse tratado que vai acabar por me tratar da saúde..ahahhaah...

    Oh..como seria bom, assim umas massagens à luz das velas, pois eu sei costumam ser jantares, mas isso está demodê, agora o que está "In" são os banhos turcos, as massagens com pedrinhas quentes, os óleos perfumados, as mãos macias e aqueles músculos salientes e aquela..aiiii...Jasus tu viste o que foste arranjar Mafaldinha rebelde??..é que já não me aguento de tanta fervura, isto aqui de repente aqueceu tanto que tenho os vidros todos embaciados, já tive que ligar os limpa pára brisas do monitor pá!!...

    PRONTO..PRONTO....não batas mais no ceguinho, EU ACEITO!!..Onde está a declaração?..Aqui vai:

    Eu Maria Libel da Anunciação Girassolada, aos vinte e oito dias do mês das folhas caídas do ano da miserável seca de 2010, depois de uma regada refeição e com a cabeça a ouvir pardalitos a cantar, encontrando-me portanto em estado de delírio, tendo por testemunhas um rato fedorento e uma mosca que não me larga o nariz, prometo com estes dedinhos todos que a terra há-de semeariiii...para mais tarde colheriiiii..pois eles fazem-me falta para tricotar no inverno umas peúguitas para o meu fidalgo, aquele jeitoso e amistoso de que falas, que muito amor e carinho e se..(corta)...será um prazer partilhar um amor assim!!...
    Puxa mulheriiii, nem me deixas acabar pá, pensavas o quê, isto é um lugar público, achavas que iria desenrolar aqui o novelo todo?...adiante....vê lá se não me interrompes, senão perco o fio à meada...

    Prometo estar disponível e aceitar a corte, a mão, o pé, o braço, a boca, os olhos, todos os músculos, todos os tendões, todos os orgãos, todos os ossos, a pele, os sinais, as rugas..esqueci-me de alguma coisa??....
    ahhhhhhh...claro, todos os membros...superiores e principalmente os inferiores, as reacções quimicas, as físicas, as quentes, as frias, as explosivas as...já chega??...

    Será que vou ter testemunhas para assinar estas declarações ou já tomaram um xanax e adormeceram??...quero ver...

    ehehhehe....quem quer casar com a Libelinha que é doidinha e varridinha de todo??..
    -quero eu ...quero eu
    -quanto medes tu
    - 1,60
    -Pimba... pra dentro do panelão....
    -Quem quer casar com.....

    Achas que vou ter sorte??....

    Beijokas amiga...
    Adoro-te!!
  • ahahahah Maria Girassola of York, és uma perfeita guerreira lá da guerra das rosas... dá pra ver isso na maneira como deste a volta aqui ao texto...

    Puxa Libel da Anunciação eu aqui a fazer um documento todo certinho para ser aceite no cartório... olha bem que eu disse cartório e não casório... e tu baralhas, partes e dás as cartas... deixaste aqui o documento cheio de rugas... o Sr. Coelho, já pessoa de muita idade, tirou a Cartola e resmungando que não colaborava em conspirações, foi-se embora... preferência pelos menbros inferiores...!!! dizia ele - ca pouca vergonha!!!!
    Compreendo os teus anseios mulheriii, mas havia nexexidade dixo??? expores aqui tudo à luz das velas???
    ... "eu não tenho palavras..." e agora que fazemos???
    é melhor fechar o pano e abandonar o palco.
    Ah, espera que não vou sem antes assinar o pacto... mesmo com todas as alterações, não te livras...
    Declaro que li e serei fiel testemunha da declaração da Libel em todas as suas clausulas.
    Assinado Mafalda

    Isto é pra esquecer a crise que aí anda à solta... será que vai haver guerra????? Naaaa com esta chuva horrenda o campo de batalha está todo enlameado... os guerreiros ficam todos em casa aconchegados à lareira.
    Xau miuda e vê se não te molhas.
    Beijocas

  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.