Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

31.05.12

O CORAÇÃO É...


libel

 

... um país livre situado ao lado esquerdo do peito de qualquer indivíduo. Compreende quatro estados: Amor, ódio, dúvida e amizade.

O estado do Amor é fértil e cheio de carinho, e a sua capital é a importante cidade da Paixão, onde existem muitos sonhos e fantasias, mas também muita realidade. Essa cidade é conhecidíssima pelos seus castelos suspensos que são considerados como a oitava maravilha do mundo.

 
O estado do ódio, é algo mortífero habitado pelos desiludidos do amor. Em seu subsolo há muitas armadilhas, é a cidade da vingança onde existem várias fábricas de inimizades. Este estado é atravessado pelo caudaloso rio de sangue.

 

O estado da dúvida é muito conhecido, está envolto em humanos. O sol da esperança aquece seus desolados habitantes. Sua capital é a incerteza, onde sai uma estrada que conduz ao desespero, este estado é banhado pelo rio das lágrimas.

 

O estado da Amizade é o mais agradável. Tem por capital a Sinceridade, onde a estrada da bondade guia seus habitantes. E na zona marítima, de uma das cidades existe uma fortaleza, a do bem que restitui as investidas da intriga e hipocrisia. Entre as cidades mais importantes mencionamos afecto, alegria, felicidade. Este estado é banhado pelo mar das rosas e nele existe um cantinho para ti, ...ROLANDO.

 

Posso parecer um pouco cobarde, mas prefiro pensar, que andas algures por uma dessas cidades do estado da Amizade, praticando o bem, espalhando afectos e oferecendo sorrisos. É assim que te vejo, é assim que te sinto, é assim que acredito, é assim que aceito. Hoje é um dia especial, imagino-te a escrever um conto, deliciado com o rumo do mesmo, com a ligeireza das palavras, que se soltam, quase voam, unidas pela tua sensibilidade, cúmplices da tua astúcia. Elas parecem ter vida, aliás, elas são a vida de alguém, imaginário ou real, quem sabe, ...afinal... "todos os castelos nascem nas nuvens", tu apenas escreves o que te vai na alma. Confesso, estou ansiosa por ler o teu conto de hoje, afinal são 50 primaveras a invadir a tua fortaleza, meio século de comunhão com histórias, contos, fábulas. Anos de sonhos, fantasias, e muita realidade. São 50 estados de fértil imaginação, criatividade, originalidade, afectividade, humildade, gentileza, ...gratidão, não acaba mais. Eu nem imagino o teor do conto, bom...estou a mentir, cheira-me a...AMOR. Ahahhaa..., pois claro, sempre o Amor...

 

Um beijinho enorme envolvido em flocos de algodão doce, amigo lindo. Saudades.

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.