Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

O meu cantinho

Semeia um pensamento e colherás um desejo, semeia um desejo e colherás a acção, semeia a acção e colherás um hábito, semeia o hábito e colherás o carácter...queres continuar...

17.12.15

Sabores da vida...


libel

 

 "O sabor da vida, depende de quem tempera"

 

agridoce1.jpg

 

 

 

Não me interessa falar do que não sei. Se sou amarga, é da vida. Se sou doce, é da vida. Se sou agridoce. É de mim. Tenho os dois lados, como toda a gente. Mas como eu não sou toda a gente, limito-me a acreditar que sou apenas uma mistura, e já conseguir que essa mistura se dê, se funda, se integre, se envolva, se solidifique. Que resulte. É uma grande proeza. 

Nem todos deixam que isso aconteça, a maioria escolhe o lado amargo, e faz da sua vida, uma bela mostarda corrosiva. Por outro lado, há os que teimam ser doces, e o resultado é uma enorme goma pastosa que se aloja na traqueia. E nem sempre o gesto é tudo. 

Não estou a dizer com isto que o ideal é a tal mistura, estou sim, a querer dizer, que é fundamental haver o equilíbrio necessário entre os dois géneros. Para que os sabores da vida façam sentido. E se ajustem ao nosso quotidiano, à nossa loucura, ao nosso destino, esteja ele marcado ou não. Que seja agridoce!

 

 

Um bem haja gente boa!

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.